Clique aqui para navergar no Website
 
     
Animal Manager - O site de tecnologia animal - Cães, Gatos, Aves, Peixes, Cavalos, Roedores e muito mais...
INFORMAÇÃO CRIADOR ON-LINE
ENTREVISTAS
  Painel de Controle Cadastre-se Índice Atualizar Voltar


Nilza Rejane
, proprietária do canil Astaroth, criadora e exportadora de cães da raça Shar Pei fala sobre este encantador animal e desfaz alguns mitos acerca da raça. Reclama da falta apoio por parte da CBKC aos criadores e dá excelente idéia para ajudar a resolver o problema dos cães abandonados pelas ruas.



Leia toda a matéria da entrevista abaixo.

Gravataí, 27 de setembro de 2003 - Entrevistada: Nilza Rejane

Seus cães e seu canil

Criador On-line: O que você mais gosta no Shar Pei?
Nilza Rejane: O temperamento. Não existe nada igual ao temperamento do Shar Pei, ele é encantador, dócil e parceiro. Já tive outros cães antes mas quando ganhei meu primeiro Shar Pei fiquei impressionada com as características do temperamento da raça. Parece não existir, só quem tem um sabe a diferença.

Criador On-line: Qual é o ponto forte e qual é o ponto fraco da raça Shar Pei?
Nilza Rejane: Eles são muito bons de convivência e nos dão pouquíssimos problemas de relacionamentos e o ponto fraco é a temperatura. Ele é um cão que sente muito frio e como nosso canil fica no Rio Grande do Sul as ninhadas que nascem na época do inverno exigem maiores cuidados.

Criador On-line: Você tem crianças pequenas em casa? Os cães se dão bem com elas?
Nilza Rejane: Tenho um filho que hoje esta com oito anos, e desde bebê ele convive com todos os exemplares do canil e todos se relacionam muito bem, nunca sequer rosnaram para meu filho que também leva seus amiguinhos em casa para brincar.

Criador On-line: Você exporta ou importa cães?
Nilza Rejane: Nós exportados muitos cães para USA, Portugal, Peru, Argentina, etc., sem dizer para todo o Brasil, ainda não sentimos a necessidade de importar exemplares, pois nossa linha de sangue tem nos deixados satisfeitos com o resultado, já recebemos proposta de canis fora do País querendo fazer intercâmbios para a renovação de cães mas ainda não encontramos uma estrutura que nos levasse a mudar a linha que nosso canil vem produzindo nos últimos anos.

Criador On-line: Como é seu relacionamento com outros criadores? Há troca de informações?
Nilza Rejane: É ótimo! Criamos amizades e parcerias, os bons criadores sempre mantém ótimos relacionamentos, trocas de experiências, informações, ajuda, enfim constantemente estamos trocando e-mails e telefonemas.

Criador On-line: Quais as maiores dificuldades que você tem encontrado durante todo o período que cria?
Nilza Rejane: Ao meu ver a única dificuldade que tenho na criação é a de aceitar os absurdos que escuto falarem em relação à raça Shar Pei. Provavelmente as pessoas que falam mal da raça são pessoas que algum dia compraram um Shar Pei de um "cachorreiro" e não receberam a devida orientação de como criar um bom cão. Talvez tiveram uma experiência frustrante e por isto acabam denegrindo a imagem de algo que não foi corretamente cuidado. Quando vocês adquirirem um animal de um bom canil receberá toda assistência e informação necessária para que seu cão tenha uma vida 100 % saudável pois os bons canis têm a preocupação de manter a raça dentro do padrão e qualidade de vida.

Criador On-line: Dos seus cães qual é o seu preferido? E porque?
Nilza Rejane: Todos são amados, mas eu tinha uma paixão especial pelo nosso querido Turian que nos deixou em Dezembro passado, ele era muito amável, uma eterna criança e todos os que o conheceram sabem o que estou falando, pois logo se apaixonavam por ele. Hoje a minha preferência é pela menina Vitória, ela acabou conquistando nossos corações por diversos transtornos que passou, nasceu no auge do inverno e teve muitos probleminhas e por diversas vezes quase a perdemos. Ela dormia em nossa cama desde muito pequena para podermos aquecê-la e graça a Deus hoje ela esta linda e maravilhosa e continua dormindo dentro de casa e meu filho a chama de irmã. Ela é um encanto.

Criador On-line: Qual é o seu melhor cão? Porque?
Nilza Rejane: Todos os meus cães estão com um padrão de qualidade ótimo, mas hoje o melhor é nosso macho Chanan, pois ele esta produzindo filhotes maravilhosos e tem nos produzidos exemplares flowereds que são raros de produzirem, tem uma ótima linha de sangue.

Criador On-line: Tem cães premiados?
Nilza Rejane: Nosso Querido Turian, Catucha, Anuska, Winner, todos possuem o Melhor da raça.

Criador On-line: Por que você começou a criar cães? E porque optou pela raça Shar Pei?
Nilza Rejane: Desde menina fui apaixonada por animais, recolhia os perdidos na rua para dentro de casa, e o que me deixava mais à vontade era a paixão que meus pais tinham por eles (nunca me repreendiam por isso). Mas criar Shar Pei foi uma reviravolta em minha vida.

Um passeio à Criciúma (SC) em 1995, na casa de um primo (Oberdan Quadrado – vice-presidente do KCF até fevereiro de 2000), que já era um grande criador da raça, deixou-me enfeitiçada. Fiquei muito encantada. Essa visita rendeu-me um lindo presente chamado Luan (meu primeiro exemplar).

Ao voltar para casa com meu primeiro Shar Pei, comecei a ler e estudar a raça de forma voraz, comecei a pesquisar diversos artigos e fazer milhares de pesquisas que me dessem mais informações.

Aos poucos comecei a ficar enfeitiçada pelas características da raça – o convívio com nosso querido Luan era fascinante. O difícil foi convencer meu marido que eu estava decidida a ser uma criadora. No início, ele, embora adorando animais, relutou e aos poucos se rendeu aos encantos da raça.

Foi aí que resolvi comprar minha primeira matriz, Anuska, uma linda fêmea que adquiri quando ela estava com quatro meses. Em sua primeira participação em uma exposição (30 dias após a chegada em casa), já havia conquistado o seu Título de Jovem Campeã. Minha felicidade era tanta que não imaginava que a dedicação de minhas pesquisas me traria esse título tão cedo. Afinal, eu estava apenas começando.

Daí para adquirir os demais exemplares foi um pulo, visto que meu primo acreditou em minha paixão pelo Shar Pei. Começamos a trabalhar em sociedade e trocar experiências e o mais difícil foi ter que vender minha primeira ninhada, que era linda... À vontade que eu tinha era de ficar com todos os filhotes.

A criação do Shar Pei é tranqüila, ele é um cão muito tranqüilo e companheiro, nunca tenho problemas de relacionamento com meus exemplares (três padreadores e 9 matrizes altamente selecionadas). Com sua aparência exótica, o Shar Pei chama atenção de todo o mundo. Sua cara pode parecer de poucos amigos, mas ele é dócil e amoroso, tem muita devoção à família, é festeiro com seus donos e tem uma extrema facilidade de adaptação ao seu novo lar.

Hoje, com mais experiência, tenho certeza de que fiz a escolha certa ao começar a criar esse encanto que é o Shar Pei. Não tive nenhuma frustração em minha criação, e tudo porque pesquisei muito antes de começar a me dedicar a eles. Aconselho às pessoas que pretendem adquirir um exemplar que pesquisem muito antes de sua escolha para ver se o pequeno Shar Pei será bem-vindo em sua casa, porque é assim que ele vai querer ser. Um novo membro da família.



Cinofilia

Criador On-line: Como é a criação do Shar Pei no Brasil?
Nilza Rejane: A criação do Shar Pei ainda no Brasil é muito tímida, são poucos criadores que realmente se dedicam apenas aos Shar Peis, existem muitos fazendo revendas, mas poucos especializados na raça...

Criador On-line: O que você acha das exposições de cães?
Nilza Rejane: Já houve anos em que não perdíamos uma exposição de cães, mas aos poucos começamos a nos decepcionar com resultados muito repetitivos e coincidências de sempre os mesmos Handlers ganhando em pista. Você hoje pode ficar um ano sem ir a uma exposição e quando voltar verá sempre a mesma coisa. Pelo menos aqui no RS tem sido assim e tive trocando idéia com uma criadora de SP há pouco tempo e ela me disse que não é diferente em seu estado. Acho que deveria sofrer algumas alterações em critérios, criar eventos com mais público e exposições mais competitivas.

Criador On-line: O que acha dos Juizes?
Nilza Rejane: Os juizes não fogem à regra, acabam se relacionando com pessoal que sempre esta em evidência e de uma certa forma não fazem nada para mudar. É claro que existem juizes sérios, não podemos generalizar, mas o que estamos vendo em pista tem nos deixado a desejar pois eles estão aceitando o carnaval que os Handlers fazem em pista.

Criador On-line: Você acha que o brasileiro em geral possui conhecimento suficiente a respeito dos cães de raça como um todo e do Shar Pei especificamente?
Nilza Rejane: Não tem não. A maioria das pessoas compra os cães pelo preço, eles não investigam temperamento, genética, canil, eles adoram dizer que pagaram baratinho pelo cão, mas são eles mesmo que detonam a imagem de uma raça por não saber cuidar depois. É muito importante as pessoas lerem, estudarem as suas escolhas e saber onde comprar mas muitos vão à pequenas feiras e compram cães de atravessadores (cachorreiros) por preços baratinhos e acabam se decepcionando. Na realidade as pessoas não pensam em investigar antes a origem de seu cão e quando você adquire de um criador com endereço fixo você terá como reclamar, obter orientações, etc.

Criador On-line: O brasileiro sabe reconhecer as qualidades e defeitos na criação de cães identificando o bom criador?
Nilza Rejane: A maioria não, mas existe um grupo seletivo de clientes que sabem exatamente o que querem, são aqueles que estudam bem antes de adquirir seu novo companheiro, dá gosto de vender um filhote para pessoas interessadas, esses filhotes com certeza serão muito bem tratados. Já vendi filhotes maravilhosos que acabaram em um fundo de quintal amarrado em uma coleira comendo resto de comida, isso é revoltante.

Criador On-line: Na sua opinião as exposições de cães contribuem de fato para o aprimoramento das raças?
Nilza Rejane: Acho que não pois elas não são divulgadas e não possuem um grande público, pessoas que realmente se interessem pelo aprimoramento da raça, se houvesse mais divulgações nesses eventos acho que contribuiriam para o aprimoramento das raças e acabariam com criadores de fundo de quintais.

Criador On-line: O que você acha que deveria ser feito para popularizar a boa criação de cães de raça no Brasil?
Nilza Rejane: Acho que todos os eventos da cinofilia deveriam ser mais divulgados, ganhar mais espaço na opinião pública, acabaria com feiras que ocorrem no Brasil inteiro onde muitos repassadores de cães se passam por criadores e acabam marginalizando os criadores de fato. As pessoas ficariam mais informadas e saberiam diferenciar e onde procurar as pessoas certas.

Criador On-line: Como funciona o adestramento do Shar Pei? Como são as provas para o campeonato? Você mesmo adestra seus Cães?
Nilza Rejane: O treinamento de Shar Pei é tranqüilo, não é necessário contratar Handler, eles são dóceis e fáceis de treinar, e a performance em pista é tranqüila, pois não exige muito estética de embelezamento.

Criador On-line: Qual é temperamento e o nível de atividade do Shar Pei? Ele se adapta em apartamento?
Nilza Rejane: O Shar Pei é um cão pacato e precisa de pouco exercício físico, até porque ele cansa fácil, sua adaptação em apartamentos é muito tranqüila, ele é um cão que raramente late e é um cão independente do dono, quando as pessoas saem de casa ele fica tranqüilo esperando o retorno delas.Todos os nossos clientes que levaram um exemplar para apartamento ficaram felizes com o temperamento dele.

Criador On-line: Como é a convivência do Shar Pei com outros animais?
Nilza Rejane: O Shar Pei quando retirado ainda filhote convive muito bem com outros animais, gatos e outros cães.

Criador On-line: O que você acha do modismo na cinofilia (criadores que criam determinadas raças enquanto elas são populares e depois as substituem por outra)?
Nilza Rejane: Sinceramente acho o modismo uma falta de paixão pelo que fazem. Não sou muito a favor daqueles que criam varias raças ao mesmo tempo ou aqueles que estão mudando a toda hora, acho que criador é aqueles que se dedica exclusivamente anos de sua vida para o conhecimento e aprimoramento de uma raça.

Criador On-Line: Você acha que a CBKC dá aos criadores informações e auxílio necessário para que haja de fato o aprimoramento das raças?
Nilza Rejane: Muito pouco. Eu mesma já tive que buscar informações fora do país, aqui a CBKC fica muito ausente das criações, ela muitas vezes restringe-se a emitir Pedigrees.

Criador On-line: Geralmente o cão mais premiado é o que acaba reproduzindo mais. Na sua opinião as exposições em geral realmente avaliam o melhor cão de cada raça para que a seleção genética acabe por ocorrer?
Nilza Rejane: Eu já vi cães ganharem em exposições que eu honestamente jamais faria a cobertura com uma matriz de meu canil, então muitas vezes duvido das avaliações pois nós criadores temos olhos clínicos. Eu já vi juiz julgando Shar Pei com o livrinho na mão para saber algo sobre a raça, achei o cúmulo.

Criador On-line: O que você pensa das rinhas de cães?
Nilza Rejane: Nossa... Isso é horrível. São pessoas frustradas que acabam usando seus animais para satisfação própria. Acho que deveria ter cadeia para esse tipo de coisa.


Saúde e Bem Estar Canino


Criador On-line: Quais são as principais doenças do Shar Pei, especificamente? Quais são os cuidados específicos que os proprietários de cães desta raça devem ter com eles?
Nilza Rejane: O Shar Pei possui uma grande sensibilidade natural na pele e se a sua imunidade sofrer uma queda a primeira coisa que acontecerá será a perda de pelos por dermatites, fungos e etc. Muitos dizem que isso é do Canil, é mentira, todos os Shar Peis são propensos, acontece que se eles forem bem alimentados, somente com rações de qualidade para manter sua saúde sempre em alta, eles jamais terão problemas de pele e estarão sempre com o pelo lindo. Nós em 8 anos nunca tivemos problemas de pele em nossos cães e custamos para aprender que tudo está ligado a alimentação. Já vi muitos leigos dizerem que cão tem assadura por causa das dobrinhas, isso é puro mito. O pior é ver os veterinários falarem isso.

Criador On-line: O que você acha da criação, por parte de alguns criadores, feitos com cães presos dia e noite em gaiolas?
Nilza Rejane: Também sou contra, você deve estar bem preparado para poder receber seus cães com espaço e muito amor, isso geralmente acontece com os comerciantes de cães, criador que se preza preocupa-se com o bem estar de seu animal.

Criador On-line: Você acha que os criadores brasileiros deveriam investir em abrigos para cães de rua, evitando-se assim que os animais sofressem abandonados pelas ruas?
Nilza Rejane: Acho que seria um bom projeto e se os organizadores de eventos começassem a investir junto com os criadores em eventos que trouxessem público onde parte da renda arrecadada fosse destinada a projetos que ajudassem os cães abandonados, com castrações, vacinas e principalmente na educação das pessoas, pois os coitados dos cães são vitimas de pessoas que não merecem tê-los, acredito que este problema se resolveria.


Genética

Criador On-line: Os criadores de Shar Pei no Brasil, de um modo geral, visam o aprimoramento da raça ou simplesmente “fabricam” filhotes tendo em vista somente o lucro? O que pensa a esse respeito?
Nilza Rejane: Existem poucos criadores no Brasil se dedicando exclusivamente ao aprimoramento da raça e esses poucos sempre têm um bom relacionamento e troca de informações entre si. Os demais visam a lucratividade e acabam marginalizando o trabalho de criadores sérios. Acho lamentável isso, pois infelizmente quem perde são os próprios animais e as pessoas que acabam sendo enganadas também. Muitos acham que ter canil é só ter uma fêmea e um macho não sei de onde e cobre não sabe porque. Não procuram estudar genética, história, pedigrees, etc. Essa é a diferença, os criadores estão preocupados com o que podem produzir.

Criador On-line: Acha que a criação nacional do Shar Pei, como um todo, é boa? A importação de novos exemplares ainda se faz necessária?
Nilza Rejane: Acho que os poucos Canis bons que existem no Brasil possuem o suficiente para produzir ótimos cães, não precisamos importar exemplares para produzir os melhores, pois já possuímos uma ótima linha de sangue no Brasil.

Criador On-line: O que acha do uso de aparelhos ortodônticos para corrigir os problemas de mordedura em cães que participam de exposições e que são usados na reprodução?
Nilza Rejane: Acho que você está encobrindo um problema que esse exemplar poderá passar a sua prole, não é correto, esses cães tem que ser retirados de pista e de cobertura. É por isso que as exposições perdem a credibilidade.

Criador On-line: O que acha da reprodução indiscriminada, sem critérios, feita por criadores ou proprietários que desconsideram o padrão da raça?
Nilza Rejane: Isso repete o que falei anteriormente, há uma grande diferença entre criadores e comerciantes, esse último jamais vai se preocupar com o aprimoramento da raça, muitos são repassadores e nem ligam para isso. Acho lamentável, pois não existem leis que possam evitar isso.


Utilidade

Criador On-line: O que você pensa dos fabricantes de rações para cães no Brasil?
Nilza Rejane: Bem, acho que virou loja de R$ 1,99. Abriu-se um mercado muito variado de rações e com pouca qualidade, infelizmente ainda possuímos um grupo muito pequeno de fabricantes que estão mantendo qualidade no produto e eles precisam da divulgação dos Canis para que seus produtos sejam aceitos mais pelo publico. Aliás acabamos nos formando em matéria de conhecimento de qualidade de rações.

Criador On-Line: Pela sua vivência com veterinários, o que acha deles profissionalmente como um todo? O serviço é bom ou deixa a desejar?
Nilza Rejane: Infelizmente estão deixando a desejar. Estamos no ano 2003 e já saímos da era do Clínico geral e estamos precisando de especialistas no mercado pois cada raça tem características próprias e genericamente é impossível dar um bom tratamento se não houver investimento e estudo.

Criador On-Line: Você já teve problemas com veterinários? Se sim, quais foram e como se resolveram?
Nilza Rejane: Não gostaria nem de falar. Foram fatos lamentáveis. Mas que serviram de lição para nós. Hoje somos muito mais criteriosos e graças a Deus possuímos um ótimo veterinário.

Criador On-Line: Na sua opinião, em caso de erro veterinário o CRMV age como deveria no que tange às punições previstas em seu código de ética?
Nilza Rejane: Infelizmente o CRMV ampara os erros veterinários... Já vi coisas absurdas. As leis deveriam ser mais rígidas nesses assuntos.

Criador On-Line: Você acha que os veterinários têm uma atitude corporativista de proteção da própria classe?
Nilza Rejane: Nossa... Não mesmo. A maioria compromete o serviço alheio, são poucos os que procuram fazer nome encima de coisas boas que fazem e não sobre o serviço do outro. É uma decepção. Mas eu particularmente posso falar do veterinário de nosso Canil, ele contribui muito para o sucesso de nossa criação, é um parceiro e estudante voraz da raça. A ele dedicamos a exceção da profissão, carinho e lealdade que ele dedica aos animais. Tudo o que faz é com amor.

Criador On-Line: O que você recomendaria para quem está iniciando na criação do Shar Pei?
Nilza Rejane: Eu recomendo muito estudo sobre a raça, formas de tratamentos, instalações adequadas e alimentação adequada são ingredientes fundamentais. Você terá que fazer um ótimo investimento e o melhor deles será no bem estar de seus cães.


Considerações Gerais (dissertação livre por parte do entrevistado)

Em 8 anos de criação nosso canil tem tido muitas satisfações na escolha da raça e a paixão pela raça cada vez mais tem ampliado nossos horizontes trazendo muita alegria e satisfação naquilo que fazemos. Portanto quando você for decidir-se por criar algum animal tenha a certeza de qual será a sua escolha, isso é peça fundamental. Tudo o que você fizer deverá ser feito com muito amor pois só ele levará a chama do interesse acessa em seu coração.

Voltar ao Início



Jornalista Responsável
Anita dos Santos Gambardella
RP 15654/SP
Perfil da Entrevistada


Nilza Rejane, administradora de empresas e criadora especializada na raça Shar Pei mora e tem seu canil em Gravataí, Rio Grande do Sul. Ela cria também uma nova variedade da raça, o Shar Pei Flowered, conhecido também por bicolor, ainda não reconhecida no Brasil. Possui quatorze cães entre eles três padreadores e nove matrizes, todos da raça Shar Pei.

Ela cria desde 1995, ano em que foi “enfeitiçada” - como ela mesma diz, pela raça ao conhecer sua beleza e seus encantos através dos exemplares de seu primo - já criador naquele tempo - e através de Luan, seu primeiro Shar Pei e de Anuska, sua primeira matriz que logo se sagrou jovem Campeã. Desde então, dedicou-se à raça Shar Pei com todo seu vigor, lendo e pesquisando tudo a respeito da raça.

Esse interesse de Nilza em conhecer profundamente a raça gerou bons frutos: quatro cães premiados com o título de “Melhor da Raça”. São eles: Turian, Catucha, Anuska e Winner.

Nilza e seu marido criam cães por hobby, mas de uma maneira que consigam equilibrar as receitas e as despesas, coisa que todo criador compreende, pois as despesas nunca são poucas com esses nossos amiguinhos peludos.

Eles são proprietários zelosos pela criação tanto que cuidam pessoalmente dos cães, “... não deixamos ninguém mais cuidar deles a não ser nós” enfatiza Nilza. O objetivo do casal é o de unir o útil ao agradável. "Eu e meu marido pensamos apenas em curtir nossos animais na aposentadoria, ter uma ocupação que nos desse prazer e ao mesmo tempo criarmos recursos para que ela tenha um sustento próprio, pois nada se compara ao prazer do nascimento dos filhotes e a alegria que eles nos dão", diz Nilza Rejane.

Seu Canil exporta cães para os EUA, Europa e América do Sul, além de vender em todo território nacional.

Seu livro preferido é A Arte da Felicidade “Dalai Lama”.



E-mail para contato:
canil@astaroth.vet.br

Website:
www.astaroth.vet.br



Fotos cedidas pela Criadora


 

 

 

 


Não existe nada igual ao temperamento do Shar Pei, ele é encantador, dócil e parceiro

Tenho um filho que hoje esta
com oito anos e desde bebê ele convive sempre com todos os exemplares do canil e todos se relacionam muito bem


Nós em 8 anos de criação
não temos problemas de pele em nossos cães e custamos para aprender que tudo está ligado
a alimentação


A criação do Shar Pei no
Brasil ainda é muito tímida,
são poucos criadores que
realmente se dedicam
apenas aos Shar Peis

 

 

 


 

 

 



Acho que as exposições
deveriam
sofrer algumas alterações em critérios, criar eventos com mais público e exposições
mais competitivas

Já houve anos que não
perdíamos uma exposição de
cães, mas aos poucos
começamos a nos decepcionar com resultados muito repetitivos e coincidências de sempre os mesmos Handlers ganhando em pista

Eu já vi cães ganharem em exposições que eu honestamente
jamais faria a cobertura
com uma matriz de meu canil

Eu já vi juiz julgando Shar Pei
com o livrinho na mão para
saber algo sobre a raça,
achei o cúmulo

 

 

 

 

 

 



O auxílio e informação da
CBKC é muito pouco
eu mesma já tive que buscar informações fora do país, aqui
a CBKC fica muito ausente das criações, ela muitas vezes restringe-se a emitir Pedigrees


 

 

 

 

 

 




Se os organizadores
de enventos começassem
a
investir junto com os
criadores em eventos que trouxessem público e parte da
renda arrecadada
fosse destinada a projetos que ajudassem os cães abandonados, com castrações, vacinas e principalmente na educação
das pessoas, pois os coitados dos
cães são vitimas de pessoas
que não merecem tê-los,
acredito que este problema
se resolveira

 

 

 

 

 

 



Não gostaria nem de falar sobre problemas com venterinários. Foram fatos lamentáveis mas que
serviram de lição para nós.
Hoje somos muito mais criteriosos
e graças a Deus possuímos um ótimo veterinário

Infelizmente o CRMV ampara
os erros veterinários... Já vi coisas absurdas. As leis deveriam
ser mais rígidas nesses assuntos

 

 

 

 

 

PW57-33401