Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 619
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
No dia do cão-guia, saiba como esses animais são treinados
A preparação começa nos primeiros dias de vida e consiste em três fases

Thinkstock
Os cão são treinados a entrar em ônibus, metrôs, restaurantes e no trabalho de seus donos

Você sabia que uma pessoa com deficiência visual usuária de cão-guia tem o direito de ingressar e permanecer com o animal em todos os locais públicos ou privados de uso coletivo? Isso é um decreto federal que muita gente desconhece.

Hoje, 25 de abril, é o Dia Internacional do Cão-Guia. Esses animais passam por um treinamento desde a hora do seu nascimento que os prepara para “serem os olhos” daqueles que não podem enxergar.

Os cães-guias são animais treinados, desde os primeiros anos, para ajudar pessoas que contém alguma limitação. Eles são ensinados a frequentar todos os tipos de ambiente e sem latir ou avançar nas pessoas e nos móveis.

O treinamento desses animais consiste em três fases. Primeiramente, eles vivem com uma família acolhedora, que vai cuidar para que o animal aprenda os comandos básicos necessários para poder receber o treinamento específico de guia. Nessa fase, ele deve frequentar ambientes diversos e aprender a se comportar com calma e disciplina.

As famílias não são compostas por adestradores. São pessoas comuns que se candidatam para realizar o trabalho e recebem toda a orientação necessária pela equipe do projeto.

Terminada essa etapa, o animal volta para o centro de treinamento e recebe adestramento especializado para tornar-se um cão-guia. Este treinamento dura de seis a oito meses.

A terceira e última fase é o período de instrução, no qual o cachorro escolhe o seu futuro dono. Antes da doação final, cão e deficiente passam por um período de adaptação no qual precisarão formar uma parceria.

São Paulo é o estado com maior número de cegos do País, são quase 24 mil pessoas. Hoje existem cerca de 60 cães-guia no Brasil, quase todos trazidos de outros países, enquanto existem quase 150 mil pessoas cegas e 2,4 milhões com grande dificuldade de enxergar.

Para diminuir essa disparidade projetos como o Cão-Guia Sesi-SP são criados. Eles querem preparar aqui no Brasil animais para servir, primeiramente, os paulistas com deficiência visual.

Só em 2011 foram entregues a famílias acolhedoras mais de 50 cães, e a expectativa é que neste ano o dobro comece a ser treinado.



Fonte: R7 Entretenimento - Publicado neste site em 29/04/2012