Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 358
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
MP pede fim do uso de cães beagle na Universidade Estadual de Marginá


A Promotoria de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente de Maringá apresentou, ontem, ação civil pública para suspender a utilização de cães da raça beagle, em experimentos, pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Na ação, o Ministério Público (MP) sustenta que os animais são mantidos em condições precárias de higiene no Biotério Central, sendo submetidos a experimentos dolorosos, sem anestesia adequada, pelo curso de Odontologia.

O caso chegou ao conhecimento do MP por meio de abaixo-assinado com cerca de 6 mil assinaturas contrárias aos experimentos. Responsável pela ação, o promotor de Justiça José Lafaieti Barbosa Tourinho diz que os cães são sacrificados com overdose de anestésico - e as carcaças são incineradas. As irregularidades foram confirmadas por laudo do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-PR).

O relato de Tourinho, na ação, é chocante. 'Os cães estão vulneráveis a condições climáticas (frio) e submetidos a uma superfície imprópria (dura e áspera); há medicamentos vencidos (alguns há quase dez anos), reutilização de agulhas e seringas contaminadas, potencialmente causadoras de abscessos e dor; sofrem intenso estresse, com alterações comportamentais e físicas (...)', descreve o promotor.


Fonte: O Diário - Publicado neste site em 11/10/2011