Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 1683
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
Confirmação de coronavírus em cão alerta para cuidados com animais de estimação



O primeiro caso de coronavírus em um cão foi registrado na China. A confirmação alerta para cuidados com animais de estimação. O cachorro, da raça Lulu da Pomerânia, apresentou o teste positivo para o novo coronavírus após supostamente ter contraído a doença de sua dona, em Hong Kong. O animal foi colocado em quarentena e agora uma investigação deve comprovar se ele foi ou não contaminado pela dona.

A confirmação deste caso de coronavírus em um cão deixou profissionais da saúde e, claro, a população atentos. Segundo o médico veterinário, o vírus também existe em animais, o que se busca provar é se este que infectou o cão é o mesmo que existe no meio humano.

No caso do cão infectado na China, o Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação afirmou que o cão não tinha sintomas relevantes. O veterinário explica que os sintomas no meio animal são semelhantes a outros vírus e diferente dos sintomas humanos.

Os donos de animais devem manter bons hábitos de higiene e levar as mãos após contato com os pets, manter a vacinação dos animais em dia e em qualquer caso suspeito procurar a ajuda de um profissional.

Em Hong Kong, onde este caso foi confirmado, tem 93 casos confirmados de coronavírus e duas mortes. No Brasil, são 252 casos suspeitos e dois confirmados do novo coronavírus, segundo levantamento de domingo (1º) do Ministério da Saúde. No Paraná, dois casos suspeitos da doença que estavam em investigação foram descartados.

Em Cascavel, há apenas um caso suspeito da doença e a paciente está em isolamento domiciliar aguardando resultado dos exames que foram encaminhados ao Lacen (Laboratório Central do Estado do Paraná).


Fonte: O Presente - Publicado neste site em 05/03/2020