Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 1483
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
O bárbaro ritual búlgaro ‘cão de giro’ escandaliza ao mundo

Trichane na kucheta

Trichane na kucheta (cão de giro) é uma antiga tradição que se celebra em algumas aldeias da Bulgária uma vez ao ano. Nas margens de um pequeno rio, geralmente pouco profundo o cachorro é preso a uma corda que é girada, uma vez que a corda fica enrolada, ele é suspenso e a corda se desenrola rapidamente fazendo o cão girar com bastante força, ao final, quando a corda estica o bichinho é arremessado na água.

Segundo os moradores, todo esse flagelo que é praticado todos os anos no início de março, não causa nenhum ferimento no cão. No entanto, testemunhas afirmam que alguns animais se afogam depois de cair na água.

Este antigo ritual de origem pagã, é realizada a fim de prevenir a raiva e faz parte dos rituais tradicionais.

O primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borissov, condenou o ritual que foi realizado durante quatro dias também em comemoração aos 133 anos de independência da Bulgária do Império Otomano.

Borissov e o procurador-geral Boris Velchev discutiram as formas de denunciar o ritual como maus-tratos e insistiu em sanções com base na Lei de Proteção aos Animais.

Quando o novo governo assumiu o poder, ele descreveu a violência contra os animais como intolerável e sugeriu que essas crueldades fossem criminalizadas. O Parlamento já aprovou as alterações ao Código Penal apresentadas pelo governo.



Fonte: Bulhufas - Publicado neste site em 31/03/2014