Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 1333
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
Cães de guarda do príncipe William são sacrificados

Cães de guarda do príncipe William são sacrificados

Os dois cães de guarda usados para a proteção do príncipe William quando era piloto de helicópteros da Força Aérea britânica foram sacrificados pelo ministério da Defesa gerando polêmica no Reino Unido.

O jornal The Sun destaca a «execução» dos dois animais que tinham sido escolhidos para reforçar a segurança na base do País de Gales onde até há poucos dias o príncipe trabalhava.  

A questão do tempo também está no centro das críticas. Segundo o jornal, as autoridades teriam aguardado a saída de William da base para sacrificar os dois animais.  

Por sua vez, o ministério da Defesa defende-se afirmando que não aguardou a saída do príncipe e salienta que a decisão foi tomada porque não foi possível encontrar um novo local para os dois cães, Brus e Blade, o primeiro, um pastor belga, que estava no final de «carreira» e o segundo, um pastor alemão com «problemas de comportamento».  

Até ao momento não houve reacção oficial de William, mas todos conhecem o amor pelos animais demonstrado pelo príncipe que deixou recentemente o Exército britânico para se dedicar às suas fundações ecológicas.  

Já as associações de defesa dos animais, como a Dogs Trust, são muito críticas em relação ao ministério, afirmando que os cães não são objetos que podem ser descartados desta forma.  


Fonte: Diário Digital - Publicado neste site em 19/09/2013