Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 1207
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
Secretarias firmam acordo para combater maus-tratos a animais

 (Seda/Divulgação)

Sensibilizar, educar e atuar. Esses são os objetivos de um acordo firmado entre a Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais do Recife e a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. Com duas frentes de ação, a parceria pretende preparar os policiais para a identificação de crimes de maus-tratos e também orientar a população sobre a posse responsável, através do programa Resgatando a Cidadania. A expectativa é que as articulações sejam efetivadas no próximo mês. O secretario dos Direitos dos Animais, Rodrigo Vidal, ressalta que as polícias são amigas dos animais e casos como o da cadela Suzi, baleada por um militar do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI), nos Torrões, noticiado com exclusividade pelo Diario de Pernambuco no último dia 1º não refletem o pensamento e a conduta geral da corporação.

'Nossa secretaria pretende levar o conteúdo da defesa animal e direito dos animais para reciclagem dos policiais, atuando de forma educativa e preventiva', explicou o secretario do Direito dos Animais, Rodrigo Vidal. O acordo foi firmado dois dias depois do incidente com a cadela Suzi. 'Estávamos em reunião desde abril. Não há ligação. Os militares fazem parte de uma força amiga com a Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente e até mesmo com a de Policiamento com Cães, sobre o caso. A investigação está acontecendo', continuou o secretario.
 
A parceria pretende auxiliar no processo de educação continuada de policiais civis, militares e científicos e também dos bombeiros em relação à Lei de Crimes Ambientais - 9.605/98. 'Queremos prepará-los pacificamente para que sejam disseminadores de informação e saibam identificar os crimes, fazer os flagrantes e apurar também no sentido pedagógico. Agindo assim, será bom para todo mundo. Essa lei precisa ser conhecida, internalizada e divulgada', complementou Rodrigo Vida.

A outra frente de atuação será através do programa Resgatando a Cidadania, da SDS. O projeto prevê que, juntamente com os policiais, equipes da secretaria dos direitos dos animais também se aproximem da população, com informações sobre prevenção de zoonoses, posse responsável, castração e assuntos similares. 'Estamos em fase de sincronização de agendas, mas é importante ressaltar a união entre os poderes municipal e estadual para conquistarmos bons frutos. Nossa ação serve de exemplo para outros estados. A educação é sempre o caminho, a curto, médio ou longo prazo', concluiu Vida.

Fonte: Diário de Pernambuco - Publicado neste site em 01/06/2013