Translate       Traducir    
Boletim de Notícias
Boletim Eletrônico - N° 1138
  
RECEBA AS NOTÍCIAS POR E-MAIL Cadastre seu E-mail
linhagrossa
Faça uma homenagem ao seu Pet, acenda a Chama da Recordação, clique aqui.
 
Leilão de cães da PM em MG causa indignação de ativistas

Dez animais serão vendidos por não apresentar aptidão para as funções policiais

Segundo a PM, os cães dispensados pela corporação têm entre 9 meses e 3 anos e não se adaptaram às funções da atividade policial Foto: Divulgação
Segundo a PM, os cães dispensados pela corporação têm entre 9 meses e 3 anos e não se adaptaram às funções da atividade policial

A Policia Militar de Minas Gerais vai leiloar na próxima terça-feira 10 cães que pertencem à Companhia Independente de Policiamento com Cães de Belo Horizonte. Os animais são das raças labrador (3) e pastor alemão (7). O canil do quartel já recebe visitas de pessoas interessadas em arrematar os bichos, em lance inicial que varia entre R$ 90 e R$ 150. O leilão gerou polêmica entre ativistas e blogueiros defensores de animais.

Segundo o cabo Jaci Renato, os cães dispensados pela corporação têm entre 9 meses e 3 anos e não se adaptaram às funções da atividade policial. “Esses animais não tem aptidão para fazer o treinamento de captura em um matagal, por exemplo. São cachorros que não têm o faro apurado e que não têm aptidão ao ataque contra suspeitos. Ele são então descartados”, explicou.

A professora aposentada Graça Leal Ladeira, responsável pelo blog Adoção BH, criticou a conduta da policia mineira. Em um dos posts, ela cita diversos exemplos de outros Estados que realizaram doações dos cães que não seriam mais utilizados pela corporação. “Animal não é produto que se compra, se vende, se usa e se descarta”, escreveu.

O blog Bichos de Companhia destacou a indignação com o leilão doe repudiou a classificação de 'bens inservíveis” à polícia. 'Vender animal já é um ato desprezível porque animais, sobretudo aqueles ditos de estimação, são amigos, companheiros do dia-a-dia de nossa família, e amigos a gente não compra. Milhares estão aí à procura de adotantes, e muitos morrem sem ter tido a chance de terem tido uma família humana', afirmou o blog.

De acordo com a PM, os cães recebem um tratamento veterinário de qualidade no quartel. Essa não é a primeira vez que a policia realiza leilões com animais da corporação. A pessoa que estiver interessada em levar um dos cachorros deverá comparecer à Companhia de Policiamento com Cães e fazer uma oferta, cujo valor mínimo é de R$100. “O dinheiro vai para uma conta do governo do Estado. Não tem nada para o quartel militar. O cidadão escolhe o cão e coloca o nome e o valor em um envelope. Se ganhar, faz o depósito na conta do governo”, disse o cabo Jaci Renato.

A Polícia Militar informou ainda que os cães não podem ser doados porque fazem parte do patrimônio do Estado e, portanto, o procedimento correto é a realização do leilão.

Fonte - Terra Notícias - Publicado neste site em 19/04/2013