Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 883 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Fique alerta: algumas viroses podem ser fatais aos cães

As viroses são constantemente motivos de preocupação para quem possui animais de estimação. Com a chegada do calor e o descuido com a higiene, algumas viroses como a cinomose e a parvovirose se tornam ainda mais frequentes. A médica veterinária Karine Lodi do Hospital Veterinário Batel, alerta que, para evitar a contaminação, o calendário de vacinação deve estar sempre em dia. “É importante que o dono imunize o cão desde filhote e que tenha o hábito de verificar quais as próximas datas de vacinas durante toda a vida do animal, mantendo o pet com vacinação sempre completa”, recomenda.

Segundo a veterinária, independentemente da idade, o cão pode estar exposto e contrair ambas as viroses. “No caso da cinomose, a doença pode se manifestar em qualquer idade, atingindo vários sistemas como respiratório, gastrointestinal e nervoso. Já a parvovirose acomete mais facilmente os filhotes, afetando o sistema gastrointestinal. As duas doenças são altamente contagiosas e registram elevados índices de morte em cães”, sinaliza.

A médica explica que os sintomas da cinomose são a perda de apetite, a apatia, febre, vômito, diarreia, secreção ocular e nasal, conjuntivite, falta de coordenação motora e convulsão. “É importante lembrar que alguns animais, mesmo infectados, podem não apresentar os sintomas da patologia e, assim, podem transmitir para um cão sadio por meio de secreções”, relata.

“Já na parvovirose, além da febre, apatia e falta de apetite, os sinais mais comuns são o vomito e a diarreia, muitas vezes com presença de sangue. Podendo levar o paciente a uma desidratação severa. Diante de qualquer um desses sinais, o proprietário deve levar o pet imediatamente a um veterinário para iniciar o tratamento adequado”, recomenda Karine.

Outro alerta feito pela veterinária é sobre a higienização do local contaminado por um cão doente. “Se o animal já contraiu alguma dessas doenças, o ambiente onde ele permaneceu ficará contaminado, pois o vírus pode resistir até um ano no local. Por isso é importante fazer a desinfecção do ambiente e de todos os objetos que o pet tenha tido contato, evitando que outros animais se contaminem”, aconselha.

Perfil do HVB

O Hospital Veterinário Batel possui 500 m² de área construída, sendo uma das mais modernas estruturas aptas a atender animais de como companhia como cães e gatos. Idealizado e administrado pelo médico-veterinário Eros Luiz de Sousa, tem pronto-socorro 24 horas. Atende as seguintes especialidades: Acupuntura, Anestesiologia e controle de dor, Cardiologia, Cirurgia Geral, Dermatologia, Endocrinologia, Fisioterapia e Fitness, Homeopatia, Medicina Felina, Nutrição, Odontologia, Oftalmologia, Oncologia, Ortopedia e Traumatologia, Patologia Clínica e Videocirurgia. Mais informações no site www.hvbatel.com.br e pelo telefone: (41) 3039-6644.


Fonte: Paranashop - Publicado neste site em 20/10/2012


 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover