Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 586 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Parte dos 130 cães resgatados em casa em SP é sacrificada

Cães eram mantidos em gaiolas em péssimas condições de higiene. Foto: Vigilância Ambiental em Saúde/Divulgação
Cães eram mantidos em gaiolas em péssimas condições de higiene
Foto: Vigilância Ambiental em Saúde/Divulgação

Parte dos 130 cães resgatados pela Vigilância Ambiental e Saúde (VAS) e pela Polícia Militar na quarta-feira, em uma residência de Botucatu, a 264 km de São Paulo, foi submetida à eutanásia. Segundo Gabirella Gonzales, veterinária e coordenadora da VAS, as animais foram encontrados em situação crítica presos dentro de gaiolas em uma residência na Vila Casa Branca. Utilizados para reprodução e venda de filhotes, muitos dos animais tiveram de ser sacrificados.

De acordo com a veterinária, o sacrifício foi necessário devido ao grau de sofrimento que alguns dos animais se encontravam. 'Encontramos os 130 animais muito debilitados. Não sei ao certo quantos precisaram passar por eutanásia, posso dizer que dois filhotes de yorkshire estavam agonizando quando encontramos e não tinha mais nada que pudéssemos fazer', lamenta.

Segundo Gabriella, através da Associação Protetora dos Animais (APA), um grupo de veterinários voluntários está cuidando dos cachorros que foram resgatados. 'Esses cachorros necessitam de extremo cuidado. O local onde eles estavam era inadequado, sem condições físicas e de higiene. Era um caso de saúde pública', aponta.

Após a repercussão do resgate, é grande a procura para adoção dos animais, principalmente por serem cães de raça, como maltês, yorkshire, pequinês, shih-tzu, entre outros, com alto valor de mercado. Mas, segundo a Associação Protetora dos Animais, não é este o momento. 'Agora, precisamos cuidar desses cães, tratá-los e recuperá-los. Depois vamos pensar em adoções', explica uma das voluntárias, que completou. 'Nossos telefones não param devido a este assédio, não podemos divulgar o paradeiro desses cães. Eles estão divididos entre os veterinários', disse.

Ajuda
O gasto com medicamento e alimentação para estes cães preocupa a APA, que, através das redes sociais e dos veículos de comunicação, está divulgando o número da conta bancária da associação, para que as pessoas interessadas em colaborar, com qualquer quantia, possam fazer doações.

'Compramos alguns sacos emergenciais de rações e até agora já recebemos bastante da população, bem variada e de ótima qualidade. Porém, ainda precisamos de recursos financeiros para mantê-los em tratamento e recuperação, e após castrá-los. Toda arrecadação será revertida para o bem estar desses animais. Nossa conta é no banco Itaú, agência 0223 - conta corrente número 47803-3. Qualquer dúvida, as pessoas podem entrar em contato com nossa central (14) 9701-2088', divulgou a APA em redes sociais.



Fonte: Terra Notícias - Publicado neste site em 30/03/2012

 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover