Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 535 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Aprenda a identificar sinais de doença em cachorro
Mudanças de comportamento e alterçaões no corpo do bichinho pedem atenção

Estar sempre disposto para brincar e também para comer é um dos principais sinais de saúde em cachorros. Mas também é importante checar como andam os olhos, a pele e os ouvidos deles: qualquer mudança pode indicar doença. 

A  técnica de laboratório Valéria de Sousa Loureiro, que tem três boxers - Apolo, Lua e Vênus -, sabe bem disso. Se um dos seus cães fica meio quietinho, ela se preocupa. 

- Um dia, eles brincaram mais do que o de costume. À noite, Apolo ficou com diarreia e, logo depois, começou a vomitar. Peguei o carro de noite e o levei direto para a clínica veterinária. 


Como sabe que cães dessa raça são mais propensos a sofrer de doenças cardíacas, Valéria vive atenta. 

- Se eles começam a ficar muito ofegantes, mas não melhorarem em 5 ou 10 minutos, tem de procurar o veterinário. 

Já a filhote Lua, de oito meses, tem de ficar bem protegida do sol. Branquinha, ela corre mais risco de desenvolver câncer de pele do que seus 'irmãos'. Por isso, o uso de protetor solar é diário. 

Mas, mesmo ficando atento a qualquer mudança no seu bicho de estimação, é importante levá-lo regularmente ao veterinário. É que, por mais que as pessoas estejam informadas sobre a saúde do seu pet, podem não dar a devida urgência a algum sinal, diz Valéria.

- A gente pode tanto exagerar para uma coisa que não tem importância, no susto, ou então achar que uma bolinha não é nada e acabar descobrindo que se tratava de um tumor, como aconteceu em casa.

O veterinário Mário Marcondes concorda com o aviso da técnica de laboratório.

- É como quando os pais vão levar o filho ao pediatra. O médico vai ouvir o que a mãe vai contar, porque ela é quem costuma conviver mais com a criança.

O veterinário explica que, apesar de nem sempre todos os sintomas aparecerem, é importante checar certos detalhes.

- Se região externa do ouvido estiver com alguma secreção, por exemplo, é sinal de inflamação no aparelho auditivo. Já olhos avermelhados também não são bom sinal. Se as veias parecerem maiores, talvez o animal esteja com conjuntivite, infecção ou inflamação.

Até mesmo nas patas podem estar escondidos sintomas de que algo não vai bem na saúde do seu pet. Veja mais no vídeo:



Fonte: R7 Notícias - Publicado neste site em 25/02/2012


 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover