Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 1591 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Saiba quais as 10 raças de cães mais propensas à obesidade

Labrador, Golden Retriever, Pug e Bulldog Inglês são raças que travam luta contra a balança com mais facilidade

A obesidade também tem sido um problema no universo dos pets. Estima-se que mais de 50% da população canina nos Estados Unidos esteja acima do peso, segundo dados da Associação Americana de Prevenção à Obesidade em pets. 'Além do excesso de comida, petiscos e ração, a falta de exercícios físicos, algumas doenças, sexo, idade e raça estão relacionadas ao problema dos animais com a balança', afirma a veterinária Thais Gimenes, da rede Pet Center Marginal. 

Cães obesos sofrem das mesmas doenças que os humanos, como diabetes do tipo 2, hipertensão arterial, colesterol alto, problemas respiratórios e de pele (eczema), disfunções renais, além de outras complicações, como lesões na coluna vertebral, comprometimento de marcha (o cão passa a ter dificuldade para caminhar), osteoartrite e dores musculares. 

Entre as raças com maior tendência à obesidade estão: 

Beagle 

Costumam comer tudo o que é servido. Também têm tendência a formar lipomas, tumores benignos relacionado ao acúmulo de gordura. 

Reprodução


Boxer 

Estudos apontam que essa raça pode apresentar hipotireoidismo, disfunção que atinge a glândula tireóide e está relacionada ao aumento de peso. 

Dachshund (Teckel) 

A raça conserva fama de preguiçosa e 'boa de garfo'. Engordar é um agravante para esses cães por causa de sua formação corpórea. Com a coluna alongada, o peso a mais significa dores e desgaste ósseo. 

Reprodução


Bulldog Inglês 

Corpulento, esse cão come bem, mas é avesso aos exercícios físicos. Como são braquicéfalos, têm dificuldade para respirar e se cansam com facilidade quando andam ou correm em excesso. 

Pug 

É braquicéfalo como os Bulldogs. Como pode abusar da alimentação e se cansa fácil nos passeios, o tutor deve conversar com o veterinário para escolher uma ração ideal, equilibrada, além de definir quantidades. 

Reprodução


Pastor Alemão 

A raça está sempre disposta a comer e com a sua tendência à displasia coxofemural (tipo de má formação na articulação). A obesidade é um problema sério, pois agrava o problema. 

Golden Retriever 

Brincalhões e superativos, os cães desta raça adoram comer. O dono precisa aproveitar que eles gostam de passeios para incentivar os exercícios diários. 

Reprodução


Labrador 

Ativos, brincalhões e sempre dispostos a nadar, esses animais também exageram na hora de se alimentar, ainda mais se forem incentivados com petiscos. A recomendação é acertar na quantidade de ração e estimular os passeios diários. 

Rottweiler 

São ótimos cães de guarda e acabam ficando mais sedentários. Os donos devem ter cuidado na hora de oferecer ração e outras guloseimas. 

Reprodução/Daily Mail


Terra Nova 

É bonachão e como é uma raça criada para baixas temperaturas acumula gordura facilmente. 

Como evitar a obesidade 

Uma boa ração ainda é o melhor alimento que um pet pode ter, pois são balanceadas e atendem as necessidades nutricionais do animal. Sem contar que o mercado oferece várias opções com finalidades distintas que variam de acordo com a idade (filhotes, cães idosos), doença crônica do animal (diabete, insuficiência renal), necessidades especiais (como fase de gestação e lactação), além daquelas com baixo teor de gordura e ricas em fibras para controle do peso. 

Fonte: O Bonde - Publicado neste site em 06/01/2015

 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover