Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 1447 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Cães e gatos também precisam usar filtro solar para prevenir doenças
Pets são vulneráveis aos problemas de pele causados pelo excesso de sol, como queimaduras e câncer.

Assim como seus donos, cães e gatos precisam de banhos de sol para a síntese da vitamina D. Pode até parecer frescura, mas também têm de usar protetor solar porque são vulneráveis a queimaduras e câncer de pele. “A pele deles é mais sensível à radiação do que a nossa”, disse o veterinário Luiz Henrique de Araújo Machado, do Departamento de Clínica Veterinária da Universidade Estadual Paulista (Unesp)/Botucatu.

O produto deve ser aplicado em regiões com menos pelo ou sem pelo, como ponta do focinho, focinho, lado interior das orelhas, barriga e patas. É necessário maior cuidado com os amigos de quatro patas de pelo curto (da raça ou tosado) e pelo e mucosas claras.

Há protetores próprios para eles, mas se pode usar os para humanos, preferindo os indicados para peles sensíveis ou infantis sem zinco, segundo a veterinária Carolina Rocha, parceira da Dog Solution. “Os produtos humanos podem ter substâncias tóxicas para os animais, como, o óxido de zinco, que pode levar a problemas gastrointestinais. Para gatos, não utilize itens com octil salicilato, homosalato, etilhexil salicilato e dióxido de titânio, que são tóxicos para eles”, acrescentou a veterinária Carolina.

Recompensa
Segundo Machado, deve-se reaplicar o filtro a cada duas horas, no máximo, e o fator de proteção solar tem de ser a partir de 30. Uma das dificuldades é evitar que os pets lambam o protetor antes que seja absorvido. Para isso, a dica é recompensá-los logo após a aplicação, com palavras de incentivo, petiscos e passeios.

Insolação
Não pense que, só porque está com protetor solar, pode deixá-los expostos ao sol o dia todo. Coloque-os na sombra entre 10h e 15h, como indica Machado. “Excesso de calor pode levar à insolação/hipertermia. Pode apresentar convulsões e até morrer. Isso acontece muito mais do que se pensa, especialmente no verão, em locais sem sombra para o animal e quando o animal é deixado dentro do carro”, alertou a veterinária Carolina.


Fonte: Terra Notícias - Publicado neste site em 31/01/2014

 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover