Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 1428 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Acarinhar em excesso um gato pode criar estresse ao animal, revela pesquisa

Acarinhar em excesso um gato pode criar stresse ao animal, revela pesquisa

Os donos de gatos adoram acariciar os animais de estimação com frequência, mas a recíproca em boa parte das vezes não é exatamente essa. Nutras palavras: o carinho contínuo do dono pode ser um tormento para o felino, que acaba por ficar estressado pelo toque humano.

Isso é o que aponta um estudo divulgado por investigadores da Universidade Lincoln, nos Estados Unidos, no jornal Physiology & Behavior, que detectou que felinos tendem a libertar hormonas relacionadas com a ansiedade quando em contacto com humanos.

Para chegar à descoberta, os cientistas analisaram o convívio de gatos e humanos em 60 lares, levando em conta se os animais viviam sozinhos, em pares ou em grupos de mais de três animais.

Os seus donos responderam a questionários relatando o tipo de humor do felino (mandão, tímido ou de fácil trato), a resposta do animal a carinhos (detesta, tolera e gosta) e recolheram fezes dos animais, que em análise podem revelar traços de hormonas relativas à ansiedade.

Assim, os pesquisadores relatam que, de 102 gatos analisados, boa parte vivia em estado de stresse. Desses, o perfil de gato que mais sofre é o do felino com até dois anos de idade que vive em casa sem a presença de outros gatos.

Isso sugeriria que o convívio entre múltiplos gatos acaba por promover um ambiente mais saudável para os animais, que podem revezar o papel de alvo dos carinhos do dono, insinuam os autores do estudo.

A convivência felina revelou-se mais cómoda para os animais — contrariando a crença de que gatos não gostam de dividir o espaço — desde que cada gato tenha o seu espaço na casa.

Os resultados reforçam a importância de que o dono garanta a todos os animais total controlo sobre a sua área no ambiente, diz, na divulgação do estudo, Daniel Mills. Portanto, quem tem vários gatos deve procurar dar-lhes a opção de dividir ou não o espaço, com áreas próprias para beber água, comer e fazer as necessidades.


Fonte: Diário Digital - Publicado neste site em 29/12/2013



 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover