Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 1426 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Dona paga resgate por cão roubado de pet shop na zona sul de São Paulo

Poodle Nina foi levada durante assalto ao estabelecimento e voltou para casa depois de cinco dias

As donas de um cão da raça poodle roubado durante assalto a um pet shop na região do Morumbi, zona sul de São Paulo, pagaram resgate pelo bicho para levá-lo de volta para casa na noite de terça-feira (10/12).

A cadela Nina



A bióloga Carina Souza, uma das donas, conta que levou a cadela Nina para tomar banho no estabelecimento na última quinta-feira (19). Na hora de buscar, ela foi avisada do roubo. “Fiquei completamente desesperada”, conta Carina.

Ela e a irmã começaram a fazer campanha pela internet em busca da cadela e também pregaram cartazes, entregaram folhetos e usaram até carro de som para alertar a vizinhança sobre o sumiço. “A Nina é tudo para mim. É como uma filha”, diz a bióloga.

No início da noite de terça, elas receberam uma ligação em que pediam pagamento de resgate pelo animal e marcavam o local para a entrega. A família preferiu não alertar a polícia. Feito o pagamento, a cadela foi devolvida. A protetora de animais Juana Braga afirma que esse tipo de caso tem se tornado frequente.

Procurar a polícia é a orientação da secretaria de Segurança Pública. 'Todo crime deve ser comunicado às autoridades policiais, para que sejam investigados e que também contribuam com o direcionamento do policiamento preventivo. Com as ocorrências que envolvem animais domésticos, com troca mediante pagamento, não deve ser diferente e podem ser registradas no distrito policial mais próximo.'

O especialista em segurança pública e privada Jorge Lordello diz que com o pagamento do resgate e sem o alerta às autoridades, há o risco de a entrega não acontecer e também do caso se repetir. 'O leigo no momento de sufoco acredita que a melhor alternativa é pagar e entra no jogo do criminoso”, alerta Lordello. Ele diz ainda que, como o pedido de resgate acontece por telefone, a recomendação é contar com um identificador de chamadas.


Fonte: Último Segundo - Publicado neste site em 29/12/2013


 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover