Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 1422 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Veterinários dos EUA investem em cuidados para animais de estimação em fase final da vida

Veterinários dos EUA investem em cuidados para animais de estimação em fase final da vida

Cada vez mais, cães e gatos recebem tratamento humano. Há spas para animais de estimação, terapeutas para animais, roupas para animais. E como acontece na vida, também agora acontece na morte. O último fenômeno: centros de cuidados paliativos para animais.

Nos EUA, um número crescente de médicos veterinários está a oferecer cuidados paliativos e a comercializar esses serviços como uma forma de dar a cães e gatos - e aos seus donos - uma passagem menos ansiosa e mais confortável.

A abordagem, no mesmo espírito dos cuidados com os seres humanos, implica interromper o tratamento médico agressivo e dar medicamentos contra a dor e até contra a ansiedade. Ao contrário dos cuidados paliativos para os seres humanos, a eutanásia é uma opção - e, na verdade, é uma grande parte deste período do fim da vida. Quando chega a hora, o veterinário realiza-a na sala de estar, no quarto ou onde quer que a família se sinta confortável.

Segundo os veterinários, esta é uma grande parte do trabalho: aliviar a culpa dos donos dos animais, oferecendo-lhes uma ponte emocional para a morte de um animal de estimação, e deixando que eles passem pelo luto em casa - ao invés de numa clínica ou abrigo de animais. A intimidade traz um prêmio, por vezes, custando 25 por cento ou mais do que a eutanásia numa clínica. Veterinários e os seus clientes dizem que pode valer a pena.

Eles estão no seu próprio ambiente, não só os animais mas também os donos, disse Mary Gardner, co-fundadora da Lap of Love, uma empresa com sede na Florida que é uma das líderes desse mercado pequeno, mas crescente.

Eles podem levar outros animais presentes, outros gatos ou cães, outras crianças, acrescentou Gardner, que refere-se ao proprietário de um animal de estimação como a sua mãe ou pai e, desde então, mudou-se para o seu próprio consultório em Los Angeles. Fui a algumas casas onde havia churrascos para o cão e eu e os meus vizinhos fomos convidados, e o cão era o anfitrião.

A Lap of Love floresceu. desde 2010, de dois fornecedores para mais de 68 parceiros veterinários em 18 Estados. A Associação Internacional de Abrigo e Cuidados Paliativos para Animais, um grupo que começou em 2009, tem agora 200 membros, principalmente veterinários, mas também vários terapeutas familiares, advogados e um santuário animal no norte da Califórnia, que tem em consideração e oferece cura holística e cuidados paliativos para animais terminais e idosos.

Existe um movimento formal de cuidados no fim da vida, um movimento formal de cuidados paliativos, disse Eden Myers, veterinário do Kentucky que dirige a JustVetData.com, que acompanha as tendências do sector. Sobre os fornecedores de serviços que fazem isso, ela diz: Eles estão em toda parte.


Fonte: Diário Digital - Publicado neste site em 29/12/2013

 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover