Translate       Traducir    
RECEBA AS NOTÍCIAS POR
E-MAIL
Cadastre seu Endereço aqui
News Criador On-line
Boletim Eletrônico - N° 1364 - #3
  
-
Software Animal Manager, essencial para seu negócio prosperar, acesse aqui.
 
• Caso não esteja visualizando o texto deste boletim, acesse: www.criadoronline.com.br/boletim
• Para remover seu endereço de nossa lista acesse aqui
Juiz proíbe polêmico festival de comer gatos no Peru

Celebração ocorre todo mês de setembro, quando ao menos 100 gatos são abatidos

Pelo menos cem gatos foram criados para ser sacrificados no festival de setembro deste ano
Reprodução/nydailynews.com

Todos os anos, moradores de La Quebrada, ao sul da capital do Peru, Lima, se reúnem para um polêmico evento religioso em homenagem à Santa Efigenia. Durante o Festival Gastronômico do Gato, são servidos pratos feitos com gatos criados especialmente para a ocasião.

A celebração relembra a época em que os primeiros escravos se estabeleceram na região e sobreviveram se alimentando da carne dos felinos.

No entanto, a última edição do festival, realizada em setembro deste ano, pode ter sido a última, porque um juiz peruano decretou que a celebração está proibida.

De acordo com informações do jornal americano New York Daily News, a decisão judicial foi tomada porque, hoje, há muitas outras opções de pratos à disposição dos peruanos, o que torna desnecessário o consumo de carne de gato, um animal que é bicho de estimação de muitas pessoas.

Além disso, críticos do festival dizem que a carne felina não é segura para consumo humano.

Já os favoráveis à celebração argumentam que os gatos usados no festival não são diferentes das vacas, porcos e galinhas, pois todos são criados especificamente para servirem de alimento.

Em cada festival, realizado todo mês de setembro, pelo menos cem gatos são sacrificados para o consumo.


Fonte: R7 Notícias - Publicado neste site em 30/10/2013

 

Veja mais notícias em nosso site, acesse: www.criadoronline.com.br/news
 

-
O "News Criador On-line" é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebe-lo, ou considera que foi cadastrado indevidamente, por favor, clique aqui para remover